A primeira vitória fora. E primeira em Brusque.

Postado em 12/06/2022
Rafael Elias marcou seu 3o gol na Série B

A sequência de 6 jogos na Série B sem vitória e a posição na tabela fizeram o técnico Mazola Júnior repensar a forma de jogar do Ituano. Consequentemente a escalação foi modificada. Além dos atletas lesionados que já não poderiam jogar em Brusque. “Nós mudamos a plataforma de jogo e buscamos as melhores características que se adaptassem a este modelo de jogo. Precisávamos de altura e também atletas velozes lá atrás. E ainda colocar mais um homem na primeira linha porque estávamos tomando muito gol. Na parte ofensiva, os três homens do meio fizeram um ótimo trabalho. E as transições, tanto com o Mário Sérgio assim como com os dois homens da frente funcionaram. Esta era a proposta. Com marcação alta e para nós marcarmos na frente precisávamos mudar nossa forma de jogar” explicou Mazola. A estratégia do treinador deu certo e o Ituano voltou a vencer na competição. Melhor! Venceu a primeira fora de casa e ainda mais o Brusque. Até então eram três jogos no Augusto Bauer, com três derrotas. “Independente de ter sido em Brusque, esta vitória foi muito importante para este grupo de trabalho. Eles merecem fazer o campeonato que foi planejado pela diretoria. Não mereceram ficar 6 jogos sem ganhar. Vitória de todo o grupo. Mais uma vez este elenco demonstrou que taticamente são muito fortes. Fizemos apenas três treinos nesta nova formatação. Eles cumpriram rigorosamente à risca. Dá gosto de vê-los trabalhar. O Ituano foi merecedor desta vitória. Vencer fora na Série B não é para qualquer time. Estamos satisfeitos, mas conscientes que ainda temos pontos a recuperar na competição” valorizando os atletas o técnico Mazola.  

A estratégia começou a funcionar logo aos 4 minutos. Jimenez deu combate no meio, o atleta do Brusque atrasou para o companheiro que não conseguiu o domínio. Assim nasceu o gol do Ituano. “É uma característica que tenho de sempre acreditar. Quando ele ficou de costas, percebi que era o momento de dar o bote. Fui feliz em roubar a bola e quando fiquei frente a frente com o goleiro, esperei ele definir. Quando ele abriu as pernas, bati no meio. Sabia a importância deste gol para o time. Precisávamos da vitória. O gol influenciou no restante da partida” explicou Rafael Elias que marcou o seu 3º gol na Série B e o 8º na temporada. O Ituano ainda teve chance de ampliar na sequência com Aylon e Rafael Elias. Os dois receberam dentro da área, mas finalizaram para fora. O Brusque também errava nas finalizações. Quando acertou, no cabeceio de Wallace, Pegorari fez grande defesa. No início do segundo tempo, Pegorari voltou a aparecer bem ao defender um chute a queima roupa de Júnior Todinho. O Ituano venceu pelo placar mínimo e fez o seu 4º jogo sem sofrer gol. "Estávamos muito comprometidos a acabar com essa série ruim. E vamos lutar na Série B inteira. Tivemos chances até de aumentar o placar. Hoje conseguimos fazer o gol com o Rafael e não tomar nenhum. Muito feliz pela minha atuação, de todo o grupo e melhor ainda com os três pontos", disse Pegorari. O autor do gol, Rafael Elias dimensiona o tamanho do resultado conquistado em Santa Catarina. “Gigantesca! Com os três pontos demos um salto grande na tabela, saindo da parte debaixo. Nosso time não merecia estar na posição debaixo. Estávamos pecando em alguns lances e nesta competição isso é fatal. Hoje voltamos com o espírito de lutar e guerrear por todas as bolas. Esse foi o resultado. O grupo todo está de parabéns! ” comentou Rafael Elias.

Esta foi a terceira vitória do Ituano em 12 rodadas na Série B. O resultado colocou o Ituano na 13ª posição com 13 pontos. São 4 clubes com a mesma pontuação. O Brusque tem uma vitória a mais, e o Ituano uma vitória a mais que Tombense e CSA. Além de pontuar, a conquista da vitória é fundamental para os critérios de desempate. Por isso o jogo foi tão pegado, com 45 faltas, 5 cartões amarelos e a expulsão do Rodolfo Potiguar. Com o campo pesado, e temperatura nos 12 graus, lembrou jogos das competições sulamericanas. “Bem lembrado e boa comparação. Para nós foi mesmo o espírito de Libertadores. Nós só conseguimos ganhar este jogo devido a este comportamento na partida. Campo muito difícil de jogar, grama alta, com lama e fora dos padrões da CBF. Para um campeonato da Série B. O jogo exigia este tipo de competitividade. Minha equipe está de parabéns. Se a parte técnica não foi um primor, no aspecto espírito de competição que nós tínhamos alertados antes, eles cumpriram à risca e estão de parabéns” explicou Mazola Júnior. O Ituano além de conquistar a primeira vitória fora de casa, a primeira vitória no Augusto Bauer, ainda chegou a marca de 400 gols em Campeonatos Brasileiros, somando Séries B, C, D e o Módulo Branco que disputou em 2000. Rafael Elias, autor do gol ficou ainda mais satisfeito. “Fiquei muito feliz. Entrando mais uma vez entrando na história do clube. A gente trabalha diariamente. Vamos jogo a jogo. Temos uma meta a atingir. Quero fazer mais gol pelo Ituano e alcançar novos números” Rafael Elias

Acaz Fellegger

Jornalista Mtb 19.426 SP

Beno Kuster Nunes

Fotografia

12/junho

Patrocinadores:
Parceiros:
COPYRIGHT © 2022 - ITUANO FUTEBOL CLUBE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.