Ajustando para repetir a história

Postado em 03/07/2022
Lucas Dias fez o gol contra o Criciúma

Após uma vitória convincente fora de casa contra o Guarani, esperava-se que o Ituano jogando em casa contra o Criciúma pudesse voltar a vencer no Novelli Júnior para subir na classificação da Série B. O resultado não foi o esperado. A derrota por 2x1 teve dois lances capitais contra o Ituano chamados pelo VAR em lances ajustados. O árbitro Diego Pombo validou o gol de Rafael Elias no final do primeiro tempo e o VAR chamou para anular por posição ajustada de impedimento. Aos 45 do segundo tempo o Criciúma fez o 2x1 e imediatamente o assistente Elicarlos Franco levantou a bandeira dando impedimento. Novamente o VAR chamou o árbitro e validou o gol após traçar as linhas. “Prometi para minha diretoria e para os meus jogadores que não iria mais falar sobre arbitragem. Isso vai ficar a cargo da diretoria do Ituano. Depois do que aconteceu em Maceió fiquei muito chateado, arrependido e prometi me controlar. Não vou mais comentar sobre este assunto” comentou o técnico Mazola Júnior após a partida. Mesmo com a derrota em casa e ainda com um jogo a menos a fazer, nesta terça contra o Cruzeiro no Novelli, o Ituano não está entre os quatro últimos da tabela. “Nosso planejamento inicial era fazer um campeonato sem sustos. Infelizmente estamos passando sim. Estamos atentos. Tivemos algumas reuniões com a diretoria. Vamos tratar de dar uma sustentação maior para o grupo e assim voltarmos à normalidade o mais rápido possível” confirmou Mazola que estes ajustes serão feitos na janela que abre no próximo dia 18. O atacante Bruno Lopes já chegou.

Ituano e Criciúma nos últimos dois anos se enfrentaram 6 vezes na Série C. Sempre com total equilíbrio. Em 2020 o Ituano venceu no Heriberto Hulse. No ano passado foi a vez do Criciúma vencer no Novelli. Foram jogos iguais e juntos subiram para a Série B. E novamente fizeram um jogo igual. Sem supremacia de nenhum dos lados. “Foi um jogo equilibrado e não vi grandes diferenças entre as duas equipes. Não vi o Criciúma ter criado muita coisa. Eles foram mais competentes que nós. E pela nossa incompetência, tanto ofensiva como defensivamente, pagamos o preço” comentou Mazola Júnior. Rafael Elias bateu cruzado, de primeira, após lateral cobrado pelo Cordoba. O próprio colombiano levantou uma bola para o outro lateral Mário Sérgio cabecear com perigo. Em outro ataque foram três oportunidades seguidas. Primeiro com Rafael Elias que roubou a bola dentro da área, depois com Kaio que chutou forte após rebote e por final Lucas Dias para a defesa do goleiro Gustavo. Aos 43 veio o golaço de Rafael Elias. Mário Sérgio levantou e Rafael Elias só desviou de cabeça, colocando a bola no ângulo contrário do goleiro. Após três minutos de análises e traçando linhas, o VAR anulou o gol. Na volta do segundo tempo, num chute despretensioso de Léo Costa, o Criciúma abriu o placar. “Os atletas sentiram o primeiro gol. Por isso fomos na garganta, no berro, para levantar o moral da rapaziada. Deu certo, empatamos o jogo. Só que num lance de desatenção inaceitável no final da partida sofremos o segundo gol. Sofremos o gol novamente no final. Esse é um motivo preocupante. O alerta está dado” avisou Mazola Júnior.

O gol de empate saiu aos 40. Neto Berola levantou para área, Aylon desviou de cabeça e Lucas Dias bateu firme de pé esquerdo. Aí veio a desatenção e o gol da vitória do Criciúma aos 45. O assistente não teve dúvidas e anulou o lance. Só que o VAR validou o gol. “Para mim tem competência ou incompetência. No esporte profissional é trabalho e competência. Nós trabalhamos muito e neste jogo não tivemos a competência. Nós criamos quatro oportunidades de gol. E o Criciúma finalizou três vezes e fez dois gols. Pelo jogo jogado e oportunidades merecíamos no mínimo o empate” disse Mazola que terá pouco tempo para o próximo jogo. “Nós precisamos continuar o trabalho e reforçar o elenco em algumas posições que estamos com problemas. Nosso grupo é enxuto e dentro deste elenco tem muita gente nova. Precisamos dar um ajuste no nosso grupo de trabalho para que a gente volte a ter sustentação neste campeonato tão difícil que é a Série B”. O Ituano viveu situação parecida nesta Série B. Após perder para o Sport, venceu naquele momento o líder Bahia. E depois de perder para o Novorizontino, buscou o empate com o forte Grêmio. Bahia e Grêmio são fortes candidatos ao acesso, assim como o atual líder Cruzeiro. “Vamos reagir rápido. Vamos enfrentar o melhor time do campeonato. Que está apresentando neste momento o futebol mais intenso. É o jogo que temos que tentar para nos recuperar. Não havia jogo melhor, após uma derrota em casa, do que esse. Vamos nos superar e provar para nós mesmos, e para o torcedor que somos muito fortes psicologicamente, fisicamente, tecnicamente e taticamente” disse Mazola.

Acaz Fellegger

Jornalista Mtb 19.426 SP

Paulo Pinto

Fotografo

3/julho

Patrocinadores:
Parceiros:
COPYRIGHT © 2022 - ITUANO FUTEBOL CLUBE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.