Empate sem gols com pouca emoção

Postado em 27/05/2022

O empate sem gols entre Ituano e Náutico pela 9ª rodada do Brasileiro Série B teve 15 finalizações através da estatística do jogo. Foram 5 certas do Ituano e 4 do Náutico. Vendo os números parece que o jogo agradou. Ledo engano. Não agradou a nenhum dos 1.245 torcedores que estiveram no Novelli Júnior. E nem aos dois times e suas comissões técnicas. “O jogo foi muito ruim no aspecto técnico. Muitos erros de passes das duas equipes. Na minha opinião não estavam inspiradas para sair do sistema de marcação e desequilibrar o jogo. Acho que o resultado é justo. Ainda fica um gosto que poderia ser pior. Na Série B quando você falha, como falhamos no primeiro tempo, você é punido no final do jogo. Quase fomos penalizados quando o Pacheco tirou a bola em cima da linha após um escanteio que me parece que não foi. Estamos chateados por não ter vencido. Principalmente pela primeira parte de minha equipe que até então não tinha visto. Já fizemos jogos não tão bons no aspecto técnico, mas nunca faltaram agressividade e atitude competitiva. No intervalo corrigimos alguma coisa. As substituições que fizemos foi no intuito de buscar o gol. Infelizmente não tivemos uma noite feliz no aspecto técnico. No primeiro tempo faltou competitividade e o Ituano não mereceu ganhar o jogo. Ainda bem que não fomos punidos no final, pois poderíamos ter perdido a partida” comentou o técnico Mazola Júnior. Com o ponto conquistado subiu para 10 pontos. Mas na rodada, perdeu duas posições. O Ituano está em 13º lugar.

O jogo teve alguns lances que proporcionaram alguma emoção. Gerson Magrão cobrando escanteio sempre é um perigo. No primeiro pau para desvio de Rafael Pereira que quase fez aos 13 minutos. Ou nos dois escanteios fechados buscando o gol olímpico no final da primeira etapa. O goleiro Lucas Perri do Náutico evitou nos dois lances. Aliás ele foi destaque nas finalizações certas do Ituano. Inclusive no pênalti cobrado pelo Rafael Elias. "Pênalti é assim, só erra quem bate. Treinamos todos os dias e a impressão é que o goleiro adiantou um pouco. Agora é ter tranquilidade, eles estão dando espaço na última linha. É levantar a cabeça para o segundo tempo e sair com a vitória" falou Rafael Elias na saída para o intervalo. “No lance não podemos criticar o Rafael, porque ele treina e bate deste jeito. Ele não havia perdido até então. É muito mais mérito do goleiro do Náutico do que erro nosso. Sinceramente não penso nesta situação sobre o gol. Ao contrário dos outros jogos, criamos muito pouco” afirmou Mazola. Perri fez outras defesas. Na finalização colocada de João Victor e também no chute forte no canto de Lucas Siqueira no segundo tempo. Por outro lado, o goleiro Pegorari também trabalhou bem. Fez boa defesa em cobrança de falta de Jean Carlos e no cabeceio perigoso de Richard ainda na etapa inicial. Aos 38 fez outra defesa importante ao voar para evitar o gol em chute certeiro de Victor Ferraz. No final, já nos acréscimos, após escanteio na direita, cabeceio de Camutanga. A bola passou pelo Pegorari, mas não pelo lateral Pacheco que evitou em cima da linha.    

Em 9 rodadas na Série B, o Ituano venceu duas partidas em casa. A segunda vitória foi contra o então líder Bahia, no final de abril, a 5 rodadas. Nos 4 jogos posteriores buscou o empate heroico com o Grêmio, e perdeu fora para Novorizontino e Operário. O mês de maio, do aniversário do clube, terminou sem vitória. “Não há necessidade antecipar o pessimismo. O Ituano está dentro da pontuação planejada. Tudo que foi planejado até a 10ª rodada, não passamos nenhum susto. Vamos esperar o jogo contra o Tombense para sabermos qual o campeonato vamos disputar. Aí vamos fazer uma análise mais profunda. Não vamos procurar desculpas agora antes da hora. Estamos dentro do planejamento. Claro que está faltando algum ponto, está. Mas para outros times também está. Vamos ter calma. Vamos continuar acreditando no grupo. A diferença que agora apareceram alguns problemas como cartão e lesões. Eu asseguro que tudo que foi planejado até aqui, está sendo cumprido” garantiu o técnico Mazola. O experiente Lucas Siqueira concorda com o comandante. “Não fizemos nossa melhor partida em casa e saímos com o sentimento de que poderíamos ter vencido. Acho que faltou o detalhe do gol e caprichar nas finalizações, no último passe. Fica de aprendizado para as próximas partidas" disse Lucas Siqueira. Próximo jogo será em junho contra o Tombense. A esperança é que o inferno astral tenha terminado.

Acaz Fellegger

Jornalista Mtb 19.426 SP

Fernando Roberto

Fotografia

27/maio

Patrocinadores:
Parceiros:
COPYRIGHT © 2022 - ITUANO FUTEBOL CLUBE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.