Ituano faz nova reação rápida nesta Série B

Postado em 06/07/2022

Após a derrota para o Criciúma no sábado, o técnico Mazola Júnior avisou. “Vamos reagir rápido. Vamos enfrentar o melhor time do campeonato. Que está apresentando neste momento o futebol mais intenso. É o jogo que temos que tentar para nos recuperar. Não havia jogo melhor, após uma derrota em casa, do que esse. Vamos nos superar e provar para nós mesmos, e para o torcedor que somos muito fortes psicologicamente, fisicamente, tecnicamente e taticamente”. Em jogo que foi adiado da 14ª rodada, o Ituano recebeu o líder Cruzeiro e cumpriu o prometido. “Aquilo que já tinha falado antes, este Ituano costuma reagir bem. Principalmente contra os clubes grandes. E sinceramente, eu ainda não vi nenhum time melhor que o nosso. Após o último resultado em casa, eu havia alertado, que o nosso time que trabalha muito e iriamos reagir. Nosso time não demora para dar resposta. Fizemos um grande jogo contra até o momento o melhor time do campeonato. E mesmo com um jogador a menos, fizemos um jogo muito equilibrado com o Cruzeiro” lembrou Mazola. Nesta Série B, o Ituano reagiu após uma derrota na partida seguinte contra o então líder e invicto Bahia, vencendo por 1x0. E buscando o empate contra o Grêmio, assim como fez contra o líder Cruzeiro. O clube mineiro venceu 12 dos 16 jogos no campeonato. Com o ponto conquistado, o Ituano volta a 14ª colocação agora com 18 pontos. “Nós temos uma equipe e um grupo de trabalho que merecíamos estar mais à frente na tabela de classificação. Até o momento não vi em jogo nenhum, uma equipe melhor que a nossa. Vamos trabalhar este grupo, dando moral para eles. Queremos fazer um final de turno melhor do que tivemos na metade deste turno que não foi legal” afirmou Mazola Júnior.

A reação rápida foi com base na confiança da técnica e do elenco que acreditou no plano tático. Foram quatro alterações para a partida com as entradas de Roberto, Dudu Vieira, Jimenez e Neto Berola. “Nós viemos de um jogo no sábado que teve um desgaste acentuado em alguns jogadores. Este jogo exigia que nós colocássemos muito mais saúde do que técnica em campo. A gente sabia que o Cruzeiro é o time mais intenso do campeonato. Não poderíamos entrar cansados, sem ter os jogadores a 100%. Vamos estudar sempre a melhor formação jogo a jogo, como sempre fizemos” explicou Mazola. E da base vieram as ações em busca do gol. O zagueiro Bernardo teve duas chances de abrir o placar. Foram dois cabeceios perigosos. Um após cruzamento de Roberto e outra depois do escanteio cobrado por Córdoba. Ainda no primeiro tempo, Neto Berola quase empurrou para o gol após cavadinha de Rafael Elias. O próprio artilheiro finalizou com perigo no início do segundo tempo. O goleiro Rafael fez a defesa. Num vacilo defensivo, o Cruzeiro chegou ao gol aos 9 minutos. O Ituano por pouco não empatou em seguida. Roberto recebeu o lançamento na esquerda e encobriu o goleiro. Em cima da linha, Lucas Oliveira evitou o gol com uma bicicleta. No contragolpe em velocidade, Daniel Júnior recebeu sozinho na frente e antes de entrar na área foi derrubado pelo Lucas Dias que foi expulso. O Ituano teria que reagir com um jogador a menos. E reagiu. Mazola fez as 5 alterações permitidas. O jovem Gabriel Barros, revelado na base do Ituano, entrou aos 31 e fez a jogada do gol de empate dois minutos depois de entrar.

Ele recebeu na direita dentro da área, cortou dois zagueiros para dentro e bateu rasteiro. A bola encontrou o jovem zagueiro Bernardo, outra revelado no próprio clube que fez o gol de empate. "Agradeço pelo gol. Vinha buscando isso. No primeiro tempo tive duas chances e não consegui fazer, mas no segundo tive a clareza de empurrar para o gol. Sabíamos que ia ser um jogo difícil. Tivemos muitas chances. Se convertermos essas chances que criamos, vamos sair dessa situação no campeonato" agradeceu o zagueiro Bernardo que quase fez o segundo após um chapéu no Geovanne dentro da área. No último minuto, João Victor bateu de primeira e a bola raspou o travessão. Seria a virada do Ituano. O resultado foi muito comemorado. “Ainda mais com a situação que tivemos durante a partida, ficando com um homem a menos. Você empata o jogo contra o Cruzeiro e no último lance poderia ter virado o jogo. Seria uma vitória épica! Acho que o Novelli viria abaixo. Mesmo não conseguindo a vitória, pelo que aconteceu no jogo, contra este adversário que valorizou demais a partida. O Ituano reagiu muito bem. Acima das minhas expectativas”. O técnico Mazola que está próximo do centésimo jogo no clube, fez outra previsão. “Este campeonato é tão dinâmico. A Série B é uma competição de tanta troca de resultados. Vamos pensar daqui para frente. Que este grande resultado contra o Cruzeiro possa ser a alavanca para o Ituano subir na classificação”. Com pouco tempo para recuperar, o Ituano já joga sábado em São Luís contra o Sampaio Correa. “Conheço bem lá. Joguei várias vezes contra o Sampaio Correa, e inclusive com o Léo Condé de treinador. O Sampaio lá dentro é muito forte. É um time que explora muito as características do gramado e a parte física. Além disso, eles estão descansados. Não jogaram nesta semana. Nós estamos vindo deste empate duríssimo, e temos uma longa viagem. Vamos lá respeitando a equipe do Sampaio, em busca de um grande resultado”.


Acaz Fellegger

Jornalista Mtb 19.426 SP

Fernando Roberto

Fotografia

6/julho

Patrocinadores:
Parceiros:
COPYRIGHT © 2022 - ITUANO FUTEBOL CLUBE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.