Ituano perdeu em Recife em jogo igual com o Sport

Postado em 27/04/2022

O jogo 300 do Ituano em Campeonatos Brasileiros não teve o desfecho esperado. Jogando na Ilha do Retiro contra o Sport Recife, clube habituado a disputar a Série A, o Galo de Itu marcou terreno e incomodou. Foram 4 finalizações certeiras que obrigaram o goleiro Maílson a fazer importantes defesas. O Rubro negro pernambucano ameaçava com chutes de fora da área. Pressionado pelos mais de 8 mil torcedores a partir dos 30 minutos da segunda etapa foram ao ataque. Fez um gol claramente impedido aos 31. Mas aos 35, numa bola cruzada rasteira, Bill sozinho fez o gol da vitória. O Ituano deixou um ponto em Recife. “Isto é muito subjetivo no futebol. Para mim quem faz o gol vence. O Sport foi mais competente que nós, foi duas vezes ao nosso gol, fez o gol e venceu. Nós fomos três vezes, inclusive agora no último lance com o Siqueira e não fizemos O goleiro fez uma grande defesa. Mas, se formos falar em justiça, jogo pelo jogo, penso que o resultado justo seria o empate” comentou o técnico Mazola Júnior. Com o empate, o Ituano deixa o G4. Com 5 pontos cai para a 6ª posição após 4 rodadas do Brasileiro Série B.

Enquanto o Sport iniciava o jogo experimentando chutar de fora da área. O Ituano ameaçava de fato o gol. Em cobrança de falta de Kaio, o goleiro voou e tirou a bola do ângulo. Em dois cruzamentos certeiros, Rafael Elias e Léo Santos viram suas cabeçadas passarem muito perto. Antes do intervalo, o lateral Mario Sérgio viu espaço e acertou uma bomba para defesa do goleiro do Sport. O Ituano voltou para a segunda etapa com a mesma postura. Aylon de fora da área, obrigou Maílson a colocar para escanteio. As oportunidades foram rareando e o empate parecia ser o resultado final. Até que a torcida do Sport acordou e o time resolveu atacar. E foi feliz. “Devido ao grande volume que o Sport tem nas laterais, tivemos que bloquear as bolas nas laterais e povoar os espaços na segunda linha. Acho que funcionou. O Sport deu dois chutes ao gol. Conseguimos neutralizar bem a boa equipe do Sport muito bem treinada. Dentro de campo, não vi diferença nenhuma entre os dois times. Lógico que saio daqui chateado com o resultado. Ao mesmo tempo saio muito fortalecido porque nós temos um time que vai perturbar os grandes. Podem ter certeza disso!” afirmou Mazola Júnior.

O próximo clube grande que o Ituano enfrenta é o Bahia Já nesta sexta, no Novelli, ás 21hs30. Delegação retorna nesta quarta a Itu, treina na quinta e já tem jogo com o líder Bahia com 10 pontos. “Normal! A competição é assim. Estamos habituados. Neste aspecto estamos bem. A questão da sequência de jogos, é normal do campeonato e estamos bem para suportar esta situação” explicou Mazola Júnio que valoriza a mudança das regras com cinco alterações. “É normal pelo desgaste da nossa linha de frente, porque eles se desgastam muito e se doam muito. Normal que na maioria dos jogos temos que substituí-los aos 30 do segundo tempo. Isso não é nenhum absurdo. Estamos fazendo um grande trabalho. As cinco substituições mudam o jogo. Temos que aproveitar esta situação. É uma mudança na regra que temos que aproveitar”. O zagueiro Léo Santos lamenta o resultado, e já foca na reabilitação. “Triste pelo resultado. A Série B é isso. Vendemos caro essa vitória deles, a gente sabia que ia ser um jogo difícil. A gente veio com posicionamento definido e, infelizmente, no fim, levamos o gol. Mas o time mostrou a força do grupo. Agora é descansar que a gente tem um jogo difícil em casa” lembrou o zagueiro Léo Santos..

Acaz Fellegger

Jornalista Mtb 19.426 SP

Marlon Costa

Fotografo

27/abril

Patrocinadores:
Parceiros:
COPYRIGHT © 2022 - ITUANO FUTEBOL CLUBE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.