Ituano vence o Guarani em Campinas e soma 7 pontos fora de casa

Postado em 29/06/2022

O Ituano fez três jogos seguidos fora de casa na Série B. Venceu o Brusque por 1x0 em Santa Catarina, sofreu o empate com o CRB nos acréscimos em Maceió, e jogando no Brinco de Ouro venceu por 2x0. Foi a terceira vitória seguida contra o clube de Campinas. As outras duas vitórias foram por 3x0. Nesta partida o Ituano jogou para repetir o resultado. Ou até fazer um placar maior. “Com todo o respeito ao Guarani, no jogo jogado, principalmente no primeiro tempo, o Ituano teve três ou quatro chances muito evidentes de gol. Um 2x0 ou 3x0 no primeiro tempo não seria anormal. No segundo tempo foi um jogo mais nivelado, mesmo assim tivemos mais chances de marcar. Quero valorizar os atletas e suas performances. As vezes fica marcado aquele atleta que não fez o gol, mas é o todo que vale. O coletivo é o mais importante. Temos que ter noção que nestes três jogos fora de casa são muito marcantes na Série B. Não é um cenário normal. Tirando quatro clubes de maior expressão que conseguem fazer isso. Por isso temos que valorizar estes resultados para a nossa sequência” explicou o auxiliar Carlos Pimentel que substituiu o técnico Mazola Júnior que foi expulso contra o CRB. Com a quarta vitória na competição, o Ituano subiu para 17 pontos e voltou para a 14ª posição na classificação. “Acho que nenhum time que jogar três jogos seguidos fora de casa vai conquistar 7 pontos. Podíamos até ter conquistado os 9 pontos. Sete pontos em três jogos estão de bom tamanho. Agora vamos buscar os três pontos em casa para seguirmos atrás do nosso objetivo” comentou Neto Berola que fez o segundo gol na vitória.

No primeiro tempo o Ituano mandou na partida. Jogando e criando oportunidades claras de gol. Desde o chute de fora da área de Gerson Magrão aos 7 minutos, até a finalização do lateral Mário Sérgio entrando na área e batendo no canto. O gol saiu com o artilheiro Rafael Elias chegou ao seu 4º na Série B e 9º na temporada. Caíque tocou para Rafael Elias que tabelou com o zagueiro e partiu para o gol. Ele finalizou da entrada da área. Ele teve outras três oportunidades de ampliar ainda na etapa inicial. O Ituano seguiu buscando o segundo gol. Kaio cobrou falta para o cabeceio perigoso de Aylon. Aos 14 o atacante Neto Berola entrou no jogo e proporcionou outros lances perigosos. Foi dele o cruzamento para Rafael Elias pegar de primeira. O goleiro bugrino espalmou e Rafael Elias pegou o rebote. Com reflexo, Kazinski fez nova defesa. O segundo gol saiu finalmente aos 45. Chrigor recebeu na direita, driblou o marcador e finalizou. Neto Berola estava na trajetória da bola e fez o gol de letra! “O negócio é fazer o gol. Não importa se bonito ou feio. O gol saiu após um toque do Jimenez para mim, e vi o Chrigor passando e dei uma cavadinha para ele. Que deu um drible bonito no zagueiro e não sei se depois ele finalizou ou tocou. Eu vi a bola passando e toquei para o gol. O pessoal até brincou comigo me chamando de Mirandinha. O importante é a resultado. Este gol foi para coroar a vitória” contou Neto Berola que voltou de lesão após mais de 3 meses em recuperação no jogo em Maceió. Entre os dois jogos de retorno, Neto Berola jogou 53 minutos.

No Paulista, Neto Berola marcou dois gols em 9 jogos até sofrer a lesão. Este gol contra o Guarani significou muito para ele. “Primeiro foi para coroar a vitória. Eu estava querendo fazer um gol para poder agradecer a todos que neste momento me ajudaram, os jogadores, a comissão técnica, o departamento médico e a diretoria. Agradecer minha família e a Deus. Estou muito feliz. Quero continuar ajudando o Ituano a conquistar o seu objetivo” agradeceu Neto Berola. Carlos Pimentel explicou a importância deste momento também para o Ituano. “Além de toda ascendência que ele tem no grupo, e o respeito que ele tem no futebol, pela carreira maravilhosa, e pelo profissional ímpar que é. Nós sabemos que todo dia você olhar o cara ali no departamento médico, fazendo o tratamento. O processo é lento, porque a biologia é assim. Esse gol dele é a simbologia de tantas coisas boas para ele e também para o time. Nós todos retribuímos em agradecimento pelo seu retorno, pelo gol e principalmente pela atleta e pessoa que ele é”.  O Ituano teve 11 dias entre o segundo e o terceiro jogo fora. Agora terá apenas dois dias para enfrentar o Criciúma, no sábado, no Novelli Júnior. “Uma coisa que costumo dizer muito, baseado na metodologia de trabalho, é que o atleta precisa chegar fresco no jogo. Ele precisa estar apto na questão física, mas também na questão mental. Quando você faz uma proposta de jogo como contra o Guarani, de pressionando o adversário, marcando mais alto, você precisa também de concentração do time. Tivemos tempo para isso. Agora é recupera-los o máximo porque o próximo jogo já é no sábado contra o Criciúma” lembrou Pimentel.


Acaz Fellegger

Jornalista Mtb 19.426 SP


Paulo Pinto

Fotografo

29/junho

Patrocinadores:
Parceiros:
COPYRIGHT © 2022 - ITUANO FUTEBOL CLUBE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.