O amadurecimento do zagueiro Bernardo

Postado em 04/05/2022

O catarinense Bernardo veio da cidade de Antônio Carlos para o sub 20 do Ituano em 2017. Ele tinha acabado de completar 18 anos. No primeiro Campeonato Paulista sub 20 ficou no banco em três jogos até fazer sua estreia em setembro entrando no segundo tempo no empate em 0x0 com o Independente em Limeira. Nesta primeira temporada entrou em apenas três jogos. No segundo ano a realidade foi outra. Disputou a Copa São Paulo e começou a entrar em todos os jogos. Se tornou titular na 7ª rodada do Paulista na vitória por 2x0 contra o São Bento. Terminou o campeonato jogando 24 das 26 rodadas. Em 2019 foi seu melhor ano. Titular na Copa São Paulo e no Campeonato Paulista, chegou nas semifinais da competição. Jogou 27 das 30 rodadas. No profissional, Bernardo repetiu a mesma trajetória. Depois de jogar apenas uma partida na Copa São Paulo ainda em 2018, Bernardo só foi ter nova oportunidade na Série C do ano passado. Com o técnico Mazola foi titular na vitória contra o Figueirense, quando o Ituano entrou no G4 da competição. Para ele, hoje com 23 anos este é o caminho do amadurecimento. “Acontece este processo no profissional igual na base. Acontece com todos os atletas. Esse é o caminho natural. Temos que aprender e buscar a evolução todos os dias. Sempre vai ter gente mais experiente que podemos aprender. Temos que aproveitar estes momentos para crescermos com eles” comentou Bernardo.

O técnico Mazola Júnior fez elogios ao Bernardo após a vitória contra o Bahia por seu comportamento nos treinos e empenho no dia a dia. “Hoje em dia mais ainda. Todos os dias temos que nos dedicar. Isso faz parte de mim. Independentemente da situação que você esteja vivendo no clube, você tem que treinar e se dedicar e mostrar em campo. Sempre em busca do seu sonho” afirmou Bernardo que foi titular na final do Troféu do Interior em Ribeirão Preto e nesta Série B jogou os 450 minutos dos 5 jogos até aqui. Na vitória contra o Bahia foi dele o gol de cabeça marcado após escanteio pela esquerda cobrado pelo Kaio. “Esse sempre foi um ponto forte meu, o cabeceio. Tanto pela altura como pelo posicionamento. Como o Mazola fala temos que atacar a bola, ter agressividade dentro da área. Não adianta ter altura e não atacar a bola. Isso conta muito” contou Bernardo que na base marcou 10 gols em 81 jogos. No profissional este foi seu segundo gol. No próximo jogo, um adversário que ele conhece. Ele foi titular no empate sem gols em Novo Horizonte na Série C do ano passado. “Sempre foi jogo difícil jogar em Novo Horizonte. E na Série B não podemos olhar só para a tabela. Se não pode ficar difícil e a gente se complica. Novorizontino é um adversário difícil. Vamos lá para jogar e tentar buscar a vitória no sábado” finalizou Bernardo. Jogo será sábado, ás 19 horas no estádio Jorge Ismael Di Biasi.

Acaz Fellegger

Jornalista Mtb 19.426 SP

Fernando Roberto

Fotografia

04/maio

Patrocinadores:
Parceiros:
COPYRIGHT © 2022 - ITUANO FUTEBOL CLUBE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.