O equilíbrio do goleiro Jefferson Paulino

Postado em 08/09/2022

O goleiro Jefferson Paulino chegou no início de agosto com a saída de Pegorari que foi para o Juventude. Há um mês ele fez sua estreia pelo Ituano na vitória contra o Sport por 4x1 no Novelli. De lá para cá foram 6 jogos, com três partidas sem sofrer gols. “Primeiramente fiquei feliz pela oportunidade de estar aqui. Fui muito bem recebido pelas pessoas do clube. Isso é fundamental para você desempenhar. Foi passada muita confiança no trabalho do Pimentel, do Ferreira e do Ballester e de todos os goleiros. Estou muito feliz de estar vivendo este momento do Ituano. Quando você se sente à vontade facilita muito para você dar o seu melhor e as coisas acontecerem” comentou Jefferson Paulino que valoriza o trabalho realizado com os goleiros no clube e também os companheiros de posição, Filipe Costa e Glauco. O Ituano tem se notabilizado por sempre ter bons goleiros. “O Pegorari teve uma longevidade muito grande no clube. Fez uma história bonita aqui e conquistou títulos. Comigo não é diferente. Eu chego numa casa com um alicerce muito bom. Um trabalho muito bom feito com os goleiros. Será jogo a jogo, e cada um constrói sua história. Fico feliz de começar a dar uma resposta imediata, mas minha história só está começando. As histórias passam por altos e baixos. Em algum momento isso vai acontecer. A regularidade é o mais importante para você construir uma boa história. Sou muito tranquilo. Quando vou bem, não acho que sou melhor. E quando os erros acontecem, não sou o pior. Espero ter uma longevidade aqui assim como teve Pegorari e outros goleiros que vestiram essa camisa” afirmou Jefferson Paulinho que está emprestado pela Ferroviária.

Os três jogos seguidos sem sofrer gol foram com as vitórias por 1x0 contra Novorizontino em Itu e Grêmio em Porto Alegre. E no empate sem gols contra o Operário no Novelli. A boa sequência foi interrompida pela derrota em Recife para o Náutico. “Nossa equipe tem uma metodologia que a marcação começa pelos homens de frente. E todos se doam muito. Obviamente quando passa por todos os setores e fui obrigado a intervir, consegui ajudar minha equipe. Realmente foram três bons jogos defensivamente. No jogo contra o Náutico se fossemos efetivos talvez a partida se desenharia diferente. Quando a gente não toma gol e tem essa efetividade, não somos melhores que ninguém, e no momento que tomamos dois gols não somos os piores. Há muito equilíbrio na nossa equipe. Nosso grupo está muito consciente do que precisamos fazer. Esta página já foi virada. Vamos para o próximo jogo e continuar com esta boa média de não sofrer gol” falou com tranquilidade este goleiro de 30 anos nascido na capital. Com esta calma, ele lembra da importância de se manter o equilíbrio. “Nós tivemos uma vitória contra o Sport e depois uma derrota contra o Bahia e na partida seguinte conseguimos responder muito bem. Temos o fator casa para o próximo jogo. O equilíbrio é o mais importante neste momento. Quando você tem uma derrota, tem que saber que também tem coisas boas. Vamos potencializar tudo aquilo de bom que temos feito e corrigir os erros. Vamos ter equilíbrio para que nesta próxima partida a vitória volte dentro de casa”. O Ituano joga neste sábado, às 11hs, contra o Tombense, no Novelli Júnior.

Acaz Fellegger

Jornalista Mtb 19.426 SP

Marlon Costa

Fotografia

8/setembro

Patrocinadores:
Parceiros:
COPYRIGHT © 2022 - ITUANO FUTEBOL CLUBE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.