Uma derrota inesperada em Ponta Grossa

Postado em 22/05/2022

O futebol tem algumas frases que sempre são faladas e que vez ou outra se confirmam. Quem não faz, toma! O placar de 2x0 é perigoso! Com dois gols na frente, precisa matar o jogo porque do contrário, o adversário cresce. Na partida inédita em Ponta Grossa contra o Operário, o Ituano experimentou as consequências destas frases nos dez minutos finais. Mesmo jogando num estádio acanhando, onde os torcedores atrás do banco ficam muito próximos dos treinadores adversários xingando e cuspindo, o Ituano abriu uma vantagem de 2x0. Poderia ter feito mais gols. Mas, sofreu a virada em cinco minutos. Uma derrota totalmente inesperada naquele momento. “O que faltou para o nosso time foi fazer o 3x0, 4x0 ou mais gols. O que faltou para nós foi competência para botar a bola para dentro. Mais uma vez vamos pagar o preço pelo que temos. São jogadores que não estão habituados a esta competição” alertou o técnico Mazola Júnior sobre as oportunidades perdidas quando o Operário ainda tentava esboçar reação. Tanto que no intervalo, Kaio que fez o primeiro gol alertou na transmissão da televisão. “Temos que redobrar a atenção para a segunda etapa para garantimos um bom resultado aqui”. O placar apontava 1x0. Com a derrota, o Ituano permanece com 9 pontos e caiu para a 11ª posição.

Habituado a jogar sábado pela manhã, o Operário começou pressionando. Começou colocando uma bola no travessão, teve um gol anulado por impedimento e Pegorari fez a defesa em outra finalização. No primeiro bom ataque do Ituano saiu o gol. João Victor construiu boa jogada individual pela esquerda e soltou para Kaio dentro da área encher o pé. Uma pancada seca no ângulo. O Operário sentiu e o Ituano partiu em busca de outro gol. Novamente João Victor desceu pela esquerda e finalizou forte para difícil defesa de Vanderlei. Kaio pegou o rebote e bateu para o gol e nova defesa do goleiro do Operário que não conseguia mais ameaçar o gol. O Ituano seguiu pressionando e o segundo gol saiu no início da segunda etapa. Gerson Magrão cobrou falta, o zagueiro Léo Santo desviou de cabeça e Jimenez, capitão na partida, ajeitou e deu um toque de direita, desviando do Vanderlei. O placar de 2x0 parecia seguro para o Ituano. O jogo caminhava para a primeira vitória fora de casa na competição. O Operário não oferecia resistência. Mas, o Ituano não liquidou a partida. Não fez o terceiro gol. E veio o lance capital. Um pênalti aos 33 não cometido pelo zagueiro Bernardo. Felipe Saraiva se atira sem ser tocado. O árbitro mineiro Felipe Fernandes apita o pênalti e o VAR comandado pelo Caio Max Augusto/RN não chamou para revisão.   

O lance foi reclamado pelos atletas do Ituano, mas foram avisados para não se aproximarem se não receberiam o cartão. ‘Eu não costumo falar da arbitragem e nem me isentar de responsabilidade ou de acusar A, B ou C. O lance do pênalti todos viram que não houve. Não sei o que o VAR estava fazendo na partida naquele momento. O árbitro nem foi chamado pelo VAR. Ele ainda foi intimidar os meus jogadores. Isso ajudou a desestabilizar meu time. Sofremos 3 gols em 5 minutos. O Operário foi muito competente e também feliz nas trocas” comentou Mazola. Paulo Sérgio fez de pênalti aos 35, Júnior Brandão empatou aos 38 e aos 41 Giovanni Pavani virou para 3x2. “A última vez que sofremos 3 gols numa partida foi contra o Corinthians no Paulista e também naquela partida o VAR não funcionou. O Ituano tem sido muito prejudicado nestes lances. Não estou transferindo responsabilidade, mas são fatos que preciso relatar” afirmou Mazola reconhecendo que o Ituano tem menos pontos do que deveria ter. “Os pontos não condizem com os nossos bons jogos fora de casa. Com exceção da partida contra o Novorizontino. É uma situação que envolve em várias vertentes, não vou vim aqui apontar o dedo e me isentar de responsabilidade. Volto a dizer que vamos pagar o preço nesta competição porque temos vários jogadores que estão jogando a Série B pela primeira vez. Isso é normal. Vamos minimizar esta situação para que não ocorra o que aconteceu hoje com o Operário” disse Mazola.

Acaz Fellegger

Jornalista Mtb 19.426 SP

João Vitor Rezende

Fotografo

22/maio

Patrocinadores:
Parceiros:
COPYRIGHT © 2022 - ITUANO FUTEBOL CLUBE. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.